Archive for julho \31\UTC 2008

BRENDAN FRASER – Parte II

julho 31, 2008

Eu vi “Viagem ao Centro da Terra” em 3D e adorei!! Filminho divertido, rapidinho e bem feito. O Brendan Fraser presta para esse tipo de papel! Ele mesmo tem a consciência e disse que nunca chegará aos pés de Indiana Jones e sempre idolatrou Han Solo! Diz que Harrison Ford é insubstituível e que gostaria de ser Han Solo! O rapaz até que tem bom senso!! Para filminho engraçadinho/meia-boca ele se encaixa perfeitamente.

 

Nesta sexta-feira, dia 1° de agosto, para fechar mais uma trilogia, estréiaA Múmia: Tumba do Imperador Dragão”! Se bem que as trilogias do cinema viraram quadrilogia……. vamos ver se “A Múmia” vai parar por aqui mesmo!!

 

A história se passa na Ásia e não vi sinais de Rachel Weisz no elenco do filme desta vez! Aliás, Maria Bello irá fazer o papel de mãe de Alex no lugar de Rachel! Não gostei, mas não gostei meeesmo da substituição!

 

Sinopse: “A franquia “A Múmia” dá uma mágica reviravolta em direção à Ásia. Brendan Fraser retorna como o explorador Rick O’Connell para combater o ressurrecto Imperador Han (Jet Li) em um épico que vai das catacumbas da China antiga até o topo gélido do Himalaia. Rick é auxiliado na aventura por seu filho Alex (Luke Ford… who???), sua esposa Evelyn (Maria Bello) e o irmão dela, Jonathan (John Hannah). Desta vez, os O’Connell devem parar uma múmia desperta de uma maldição de 2 mil anos que ameaça o mundo. Amaldiçoado por uma feiticeira traidora (Michelle Yeoh) a passar a eternidade em animação suspensa, o cruel Imperador Dragão da China e seus 10 mil soldados foram esquecidos por eras, silenciados na forma de um exército de terracota. Mas quando Alex O’Connell é levado a despertar o imperador, o inexperiente aventureiro precisa pedir ajuda às únicas pessoas que sabem mais do que ele sobre os mortos-vivos: seus pais. O monarca retorna à vida e nossos heróis descobrem que seus devaneios de dominação mundial só aumentaram com os milênios. Avançando sobre o Extremo Oriente com força sobrenatural inimagináveis, o imperador mumificado reerguirá sua legião… a não ser que os O’Connells consigam pará-lo.” Direção de Rob Cohen (“Velozes e Furiosos”).

 

Post Introdutório para o filme Os Desafinados.

julho 30, 2008

 

 

Sinopse:
Década de 60. Joaquim (Rodrigo Santoro), Dico (Selton Mello), Davi (Ângelo Paes Leme) e PC (André Moraes) são jovens músicos e compositores, que partiram para Nova York em busca de sucesso. Lá eles formam um grupo, chamado Os Desafinados, e integram o movimento que lançou a bossa nova. Ao longo dos anos eles acompanham o cenário político e musical do Brasil.

Lá vai:

Eu não gosto de bossa nova. Aí quando li gênero: comédia romântica quase chorei!

Mas estamos falando de Walter Lima Junior!

Então vamos por tópicos:

-Acho estranho o estardalhaço que fazem por causa de alguns playboys que um dia num boteco em Ipanema viram uma gostosa passar e fizeram a musica mais famosa do Brasil. Musica que foi remixada nos estados unidos e virou hit tempo atrás de boates americanas como a musiquinha latina engraçadinha. Não chora Tom Jobim, coitado dos americanos. Bando de bitolados que só olham para o próprio umbigo, só estudam uma língua e mentem nas estatísticas de maiores consumidores de livro no mundo.

Tom, você é Rei, por toda sua obra, isso é indiscutível!

 

-Gênero: Acho gênero tão desnecessário quanto paradigma de roteiros (paradigmas: estudei na faculdade, um dia juro que explico, mas você, caro espectador/leitor, é uma vitima de uma formula padrão de roteiro que amarra bem direitinho o que e como você vai sentir o filme). O gênero não vai longe disso. Premeditar o tipo de sensação é o fim! Mostra mais uma vez, que o filme entra na proposta de um enlatado. Você chega na locadora e pensa acho que quero ter medo ou acho que quero chorar… Einstein já falou que temos zilhões de neurônios, e que usamos apenas 20%. E você, espectador/leitor, pode muito mais do que imagina, inclusive nos seus sentimentos. Propor uma reflexão sobre nós mesmo e sobre o mundo (frase feita que sempre uso, tenho que mudar!) é DEVER do cinema.

 

– O filme vai chegar em Santa Catarina sei lá quando, mas isso é assunto para o post: Distribuição de filmes. Logo, logo vai estar aqui!

 

-Walter Lima Júnior também é Rei. Gosto do cinema novo, do experimental, das novas possibilidades!

Ele deu um caminho ao cinema nacional e abriu possibilidade para esse novos realizadores tentarem fazer o nosso cinema. Ele teve participação ativa no Cinema Novo, que foi o primeiro grande movimento de cinema bom que teve no Brasil. O cinema que ele faz hoje, é imprescindível para a formação de público no Brasil (terceiro post prometido!), e isso é uma meta que os realizadores tentam ganhar: A confiança do público nacional por um cinema que é deles.

Isso é um mini resumo, lógico.

 

Olha a currículo do cara:

 

Filmografia:
2008 – Os desafinados
2005 – Um crime nobre
1997 –
A ostra e o vento

1994 – O monge e a filha do carrasco
1987 –
Ele, o boto
1985 – Chico Rei
1983 – Inocência
1978 – Joana Angélica
1978 – A lira do delírio
1970 – Na boca da noite
1969 – Brasil ano 2000
1965 –
Menino de engenho

Prêmios:

– Ganhou o Urso de Prata, no Festival de Berlim, por “Brasil Ano 2000” (1969).
– Ganhou 2 vezes o Prêmio Candango de Melhor Diretor, no Festival de Brasília, por “A Lira do Delírio” (1978 ) e “Inocência” (1983).
– Ganhou o Troféu Passista de Melhor Filme, no Festival de Recife, por “A Ostra e o Vento” (1997).
– Ganhou o Troféu Passista de Melhor Diretor, no Festival de Recife, por “A Ostra e o Vento” (1997).
– Ganhou o Troféu Passista do Prêmio do Público, no Festival de Recife, por “A Ostra e o Vento” (1997).
– Ganhou o prêmio de Melhor Diretor, no Festival de Natal, por “Ele, o Boto” (1987).
– Ganhou o prêmio de Melhor Filme, no Festival de Havana, por “Inocência” (1983).
– Ganhou o prêmio de Melhor Filme do IV Centenário da Cidade do Rio de Janeiro, com “Menino de Engenho” (1965).

 

Curiosidades:
– É formado em Direito na Universidade Federal Fluminense (UFF).
– Um de seus filmes prediletos é “Ladrões de Bicicleta”.
– Dirigiu diversos documentários para a TV brasileira.

 

EM BREVE: O POST!

 

 

RECORDE DE BILHETERIA

julho 30, 2008

É provável que “Batman – The Dark Knight” bata todos os recordes possíveis e imagináveis de bilheteria da história do cinema. Já passou da marca de 300 milhões de dólares em apenas 10 dias de exibição só na América do Norte, segundo a Warner Pictures.

 

“O Cavaleiro das Trevas” ainda não bateu os valores de “Homem de Ferro”, maior bilheteria de 2008 com 315 milhões de dólares, mas pelo andar da carruagem, Batman vai deixar seu colega herói para traz.

 

“Piratas do Caribe – O Baú da Morte” chegou aos 300 milhões de dólares em 16 dias de exibição. E Shrek 2 levou 43 dias para chegar aos 400 milhões! Pelo visto, Batman tem tudo para alcançar e passar destes números.

 

O posto de maior bilheteria do cinema ainda fica com Titanic, que arrecadou 601 milhões de dólares!

 

Vamos lá Batman….

 

 

Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2008/07/27/_batman_-_cavaleiro_das_trevas_quebra_novo_recorde_de_bilheteria_nos_eua-547436476.asp

TOM CRUISE!

julho 29, 2008

Passado o meu surto Batman – The Dark Knight..  estou tentando voltar a vida normal!!

 

Vamos falar agora um pouco do Tom!!

 

 

 

Dizem as más línguas que Tom Cruise voltará a viver seu papel mais famoso nas telonas do cinema: Maverick!! Como nestes dois últimos anos surgiram um milhão de remakes famosos, Top Gun não quer ficar para traz. Inclusive o encrenqueiro Val Kilmer topou voltar ao papel de Ice Man!

 

Falando em Tom Cruise, o novo e polêmico filme do ator, “Valkyrie”, tinha estréia marcada primeiro para junho deste ano, depois julho, passou para outubro, e agora será lançado apenas em fevereiro de 2009.

 

Valkyrie” (“Operação Valquíria”) é baseado na história verídica de um oficial alemão que tentou assassinar Adolf Hitler em julho de 1944.

 

O filme enfrentou vários perrengues! Além das mudanças nas datas de estréia, um dos problemas foi bater de frente com o governo alemão que proibiu as filmagens no local em Berlim onde a conspiração foi tramada e os responsáveis executados. Inicialmente, a Alemanha não autorizou as filmagens graças ao envolvimento de Tom com a Cientologia.  

 

Depois de conseguir a sofrida autorização, outro problema foi um possível boicote às imagens que foram feitas naquele local. Parte do material produzido ficou danificado, sendo necessário refilmar as cenas perdidas.

 

E ainda, durante as filmagens em agosto de 2007, dez figurantes se machucaram ao desabar da traseira de um caminhão em Berlim.

 

Parece que o fantasma de Hitler não quer que este filme dê certo!!

 

 

O diretor do filme é Bryan Singer, o mesmo diretor de X-Men e do lento, devagar e arrastado Superman Returns, e no elenco, além de Tom Cruise no papel principal, tem também Kenneth Branagh (o ator mais viciado por Shakespeare da história!! “Hamlet”, “Othello”), Bill Nighy (“Piratas do Caribe 3 – No Fim do Mundo”), Tom Wilkinson (“Conduta de Risco”, “O Exorcismo de Emily Rose”), Eddie Izzard (“Treze Homens e um Novo Segredo”, “As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian”).

 

Dá uma olhada no trailer:

 

 

Fontes:

http://g1.globo.com/Noticias/Cinema, http://ego.globo.com/Gente/Noticias,

http://www.estadao.com.br/arteelazer/not_art153138,0.htm,

http://www.omelete.com.br/cine/100011930.aspx,

 

 

 

 

PÓS-ESTRÉIA: BATMAN – THE DARK KNIGHT

julho 21, 2008

Até agora estou meio sem reação! Quando o filme terminou, além de algumas lágrimas nos olhos, não conseguia falar absolutamente nada! Nem aquele básico: “QUE  #$@&%”! Nem olhar para os lados! Nem comentar NADA com o maridão ao lado!

 

Desde sexta-feira até hoje (segunda-feira), eu continuo sem palavras para descrever o novo Batman!

 

Nós, e mais alguns malucos, ficamos sentados no cinema depois dos créditos na esperança de ver mais uma ceninha do filme, no estilo X-Men, para deixar os telespectadores mais aliviados! Mas nada!! Nem uma gargalhada do Coringa!

 

Well, o filme..

 

Não sei nem por onde começar!!

 

É simplesmente um filme único do gênero! Censura 21 anos!!! Não leve as crianças para o cinema. Deixem os pequenos vendo O Panda, Viagem ao Centro da Terra!!!! Christopher Nolan conseguiu transformar a seqüência de Batman Begins num filme mais que genial. Não tem nada de filminho de super-herói divertidinho! Com coisinha alegrinhas, piadinhas. O filme tem história, tem uma trama, é um filme de máfia, de violência, drama… longe de ser um filme engraçadinho.

 

É um filme sombrio, denso, pesado.. a atuação dos atores é fantástica.

Christian Bale destrói qualquer outro ser que tenha feito algum dia o papel de Bruce Wayne. Ele já nasceu com capa e o ar sombrio de Batman! Está no seu DNA.

 

Agora.. a performance de Heath Ledger é simplesmente fenomenal. Ele transformou o vilão dos quadrinhos num maníaco perfeito. Um psicopata sem escrúpulos. Os trejeitos, a voz, a gargalhada aterrorizante, o ar sarcástico e irônico… não dá para descrever. Isabela Boscov disse em sua coluna da Veja na edição da semana retrasada, que se Heath Ledger conseguiu interpretar desta forma o Coringa, não há como mensurar o que ele faria pela frente. Se a Academia não der um Oscar para ele, é porque eles realmente não sabem o que estão fazendo e só premiam quem os interessa.

 

Acho que um dos motivos que fiquei sem reação quando o filme terminou, foi saber o ator que o cinema perdeu.

 

Não vou nem me dar ao trabalho de comparar o abobado Coringa de Jack Nicholson, com o extraordinário Coringa de Heath Legder! Seria covardia!

 

A gente se prende tanto nas cenas do Coringa, que acaba deixando meio de lado Harvey Dent, excepcionalmente interpretado por Aaron Eckhart. Ele consegue passar uma raiva, um ódio, uma amargura incrível do vilão Duas Caras para os telespectadores.

 

E o Comissário Gordon (Gary Oldman).. que passa de um policial visto como banana pelos colegas no Batman Begins, para se tornar um policial totalmente seguro em The Dark Knight!

 

Eu sempre acho que Morgan Freeman e Michael Caine impõem respeito a qualquer filme que façam. E eles fazer isso no Batman. Eles dão credibilidade à história.

 

Fazia tempo que um filme não ficava tanto na minha cabeça! Cenas vão e voltam! Eu não sei mais o que dizer.. continuo meio catatônica!

 

Mesmo depois de ler diversas matérias sobre o filme, ler várias entrevistas do diretor e do elenco, depois de todo alerta dado sobre o lado sombrio do filme, fiquei chocada e maravilhada com o filme!

 

 

 

 

Ah.. e mais um pequeno detalhe: na noite de estréia, Batman – O Cavaleiro das Trevas – bateu a bilheteria do Homem Aranha 3. O Batman arrecadou 66,4 milhões de dólares só em sua noite de estréia, superando os 59,8 milhões de dólares da estréia de Homem Aranha 3 no ano passado. E a Warner informou que é muito provável que o filme bata o recorde de bilheteria no final de semana! Estamos torcendo para isso!! Aliás.. esta semana vou ao cinema de novo!! Mas sem dúvida alguma!!!!!

 

 Mais uma dica… Dá uma olhada no “The Dark Knight HBO Special”:

 

 

 

 

 

A Catarina, além de moda, respira Cinema!

julho 16, 2008

Estamos em fechamento na Catarina, e por isso a falta de tempo para escrever. Mas aqui na redação vários debates sobre cinema aconteceram só hoje!

Eu, Bianca, estou escrevendo uma matéria muuuito legal sobre cinema, então corro o risco de deixar vazar aqui , ai não tem graça!

A Cris esta com o braço lesadinho, e esta com um monte de trabalho. Ela falou também que só consegue pensar no Batman, e como não quer repetir post, esta se segurando!!!

Ontem gravamos com um pessoal bem bacana para o programa, sobre estamparia, e acabou que ganhamos um companheiro para o nosso mascote, que é filho do Spielberg, um dos poucos bons cineastas americanos! Ele nunca foi devidamente apresentado nesse blog, mas agora vai!

Com vocês, ET! Não é de varginha mas curte cinema nacional!

null

 ET e seu novo amigo (miniatura do John Karger, do Firmorama )

FINALLY… ESTRÉIA!!!!!!!!!!!!!!!

julho 16, 2008

FOR THE LOVE OF GOD!!!!!!!!

SEXTA-FEIRA MY FELOWS… SEXTA-FEIRA!!

LEXOTAN A POSTOS!!!!!!!!!

BATMAN – THE DARK KNIGHT

A meia noite eu levarei sua alma II ! RA!

julho 15, 2008
Zé do Caixão domina premiação em Paulínia

Filme venceu sete das 15 categorias para filmes de ficção; Festival de Paulínia agraciou a estréia de Selton Mello na direção com “Feliz Natal”

Por Heitor Augusto

 

Uma cerimônia para coroar o conjunto da obra de uma das maiores figuras brasileiras. Na noite de premiação do I Festival Paulínia de Cinema, não houve concorrentes: “Encarnação do Demônio”, de José Mojica Marins, o Zé do Caixão, faturou sete prêmios, incluindo o de melhor filme (categoria que venceu por unanimidade).

 

Vestido de capa preta e chapéu, à Zé do Caixão, Mojica subiu ao palco acompanhado pela equipe, fez trocadilho com o produtor Paulo Sacramento e, aos 72 anos, dedicou o troféu Menina de Ouro aos sete filhos e netos. “E que venham mais”. O reconhecimento em Paulínia pode dar um gás maior ao filme, que estréia em 08 de agosto, com cerca de 70 cópias, distribuídas pela Fox.

 

Na cerimônia liderada por Miguel Falabella e Claudia Raia (que escorregou no roteiro algumas vezes), a pitada de emoção ficou por conta do ator-diretor Selton Mello. “Feliz Natal”, seu primeiro trabalho na direção de longas, deu a ele o prêmio na categoria. Subiu ao palco emocionado, com a mesma empolgação de quando apresentou o filme no festival. E, novamente, rasgou elogios à Darlene Glória, que interpreta a personagem Mércia. “Darlene, minha musa inspiradora!”

 

À parte da quase hegemonia de Mojica e a presença de “Feliz Natal”, sobrou espaço para uma premiação especial do júri ao cineasta Walter Lima Jr., que apresentou em Paulínia “Os Desafinados”, seu 13° longa. O filme, aliás, foi especial para os atores: Ângelo Paes Leme ficou com o prêmio de melhor ator coadjuvante. Sobre a escolha de melhor atriz, que elegeu Claudia Abreu, também de “Os Desafinados”, pairou uma dúvida: sua personagem poderia ser enquadrada como coadjuvante, mas ganhou o prêmio principal, ao passo que Darlene Glória, que em “Feliz Natal” é a atriz principal, ficou com o troféu de coadjuvante.

 

Confira a relação completa dos vencedores do I Festival Paulínia de Cinema:

 

PREMIAÇÃO DO JÚRI OFICIAL

 

Melhor Filme (R$ 60 mil):

Encarnação do Demônio, de José Mojica Marins

 

Prêmio Especial do Júri (R$ 30 mil):

Walter Lima Júnior, diretor de “Os Desafinados”

 

Melhor Diretor (R$ 30 mil):

Selton Melo, por “Feliz Natal”

 

Melhor Ator (R$ 25 mil):

Paulo José, por “Pequenas Histórias”

 

Melhor Atriz (R$ 25 mil):

Claudia Abreu, por ” Os Desafinados”

 

Melhor Ator Coadjuvante (R$ 15 mil):

Ângelo Paes Leme, por “Os Desafinados”

 

Melhor Atriz Coadjuvante (R$ 15 mil):

Darlene Gloria e Graziella Moretto, por “Feliz Natal” (por unanimidade)

 

Melhor Roteiro (R$ 15 mil):

Helvécio Ratton, por “Pequenas Histórias”

 

Melhor Fotografia (R$ 15 mil):

José Roberto Eliezer, por “Encarnação do Demônio” (por unanimidade)

 

Melhor Montagem (R$ 15 mil):

Paulo Sacramento, por “Encarnação do Demônio” (por unanimidade)

 

Melhor Edição de Som (R$ 15 mil):

Ricardo Reis, por “Encarnação do Demônio

 

Melhor Direção de Arte (R$ 15 mil):

Cássio Amarante, por “Encarnação do Demônio

 

Melhor Trilha Sonora (R$ 15 mil):

André Abujamra e Marcio Nigro, por “Encarnação do Demônio”

 

Melhor Figurino (R$ 15 mil):

Fabio Namatame, por “Onde Andará Dulce Veiga?”

 

Melhor Documentário (R$ 30 mil):

Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei, de Cláudio Manoel, Calvito Leal e Michael Langer

 

Prêmios Especiais – Documentários (R$ 20 mil):

Iluminados, de Cristina Leal

Castelar e Nelson Dantas no País dos Generais, de Carlos Alberto Prates Correia

 

Menção Especial:

Fabrício Reis por sua atuação em “Feliz Natal”, de Selton Mello

 

 

PRÊMIO DA CRÍTICA

 

Melhor Longa-Metragem: Encarnação do Demônio, de José Mojica Marins

 

Melhor Curta-Metragem: Dossiê Re Bordosa, de Cesar Cabral

NOVIDADEEEE!!!!

julho 13, 2008

MAIS UM REMAKE!

 

Não fellows, não é o Schwarzenegger no cartaz!

 

Mas até agora só o que se sabe sobre o filme.. aliás a única coisa divulgada foi o cartaz do novo Conan!! Com estréia prevista para 2009! Até agora nenhuma notícia sobre elenco ou direção do filme!! Suspense total!

 

Se alguém descobrir alguma coisa, please, mande notícias!

Mais lançamento!

julho 10, 2008

Tem filme novo do Keanu Reeves chegando por aí mulheres!!!!!!

Quer dizer.. chegando também não, mas tem previsão de lançamento nos States para dezembro deste ano! “Questão de dias” para chegar nas telonas brasileiras!

Mais uma refilmagem! Tenho que concordar com Alexandre (é verdade my dear fellow), está faltando imaginação dos roteiristas americanos!! Ou é continuação de filmes de sucesso, ou remake de filmes antigos!! Tá difícil fellows!!

Do original de 1951, a ficção-científica “O Dia em que a Terra Parou ” desta vez é dirigida por Scott Derrickson (“O Exorcismo de Emily Rose”) e conta com Keanu Reeves e Jennifer Connelly no elenco!