Posts Tagged ‘festival de cinema’

Festival do minuto no Youtube.

março 27, 2009

festivaldominuto

O Festival do Minuto está disponível no Youtube. Agora todo mundo pode ter acesso aos videos que passaram pelo festival mais popular do Brasil. O Festival do Minuto já está em 30 cidades. Provavelmente em algum cinema alternativo ou alguma salinha adaptada, é só olhar na programação do cinema. Se você mora em alguma capital, é certo que vai passar aí. Em Florianópolis a programação segue no Cine Sol da Terra, na Lagoa da Conceição. O bacana do festival é conseguir convencer da sua idéia em apenas 1 minuto. Na publicidade, um minuto é uma eternidade para milhões de curtas cenas, e para um documentarista, é o silencio na janela de um personagem de Coutinho do Edificio Master.

E pra você?

Colocar suas idéias em um tempo determinado é complexo não?

http://www.youtube.com/user/festivaldominuto

www.festivaldominuto.com.br

Tarantino´s Mind

julho 2, 2008

A Cris deixou que eu escrevesse sobre essa pérola. Thanks Cris! O filme já despontou no youtube faz tempo e já roubou a cena em vários festivais, mas como nosso blog é novo, não poderia deixar de publicar.

 Não vou escrever aqui sobre roteiro e produção, porque tooooooooodo o mundo já escreveu sobre isso, vou falar do impacto que esse curta-metragem causou no nosso mercado.

Código Tarantino, ou Tarantino´s Mind é um curta produzido pelo Coletivo 300 ml e da Republika Filmes.

Selton Mello e Seu Jorge sentados num boteco em São Paulo, tomando uma cerveja e comendo batata frita. A discussão aqui é  o grande segredo de Tarantino. Eles entrelaçam alguns filmes do diretor formando uma linha de raciocínio que define uma ligação entre eles. Curtas como esse, são o reflexo de boas produções sendo feitas no país. Admito que ontem falei que não tínhamos tantos bons diretores tupiniquins, mas há uma leva de novos (e velhos) diretores que transcendem o ego-blasè da profissão e pensam no cinema como um produto inteligente, produtivo e divertido.

Quando, em um enlatado norte-americano, você pensou e se divertiu ao mesmo tempo?

Aqui nós temos o poder de fazer um cinema experimental que quando sai ruim, falamos que é Brasileiro e pronto, justifica. E isso é um incentivo para refletir cada dia mais sobre nossas produções. Pra mim soa quase que como uma estratégia de marketing, por que todo mundo acha que é ruim, aí quando sai um curta bom com um diálogo bom, ele é venerado por muito tempo.

Não sei se você sabe, mas as latas de filmes que chegam no Brasil são da pior qualidade, sobras dos rolos de filmes de lá, e por que nossos filmes não entram no circuito de exibição? Por que o cara de lá que manda Titanic pro Brasil, fecha um pacotão com mais nove enlatados meia boca,e o nosso exibidor (que também não é nenhum coitado) é obrigado a colocar em cartaz, não deixando um respiro pra qualquer longa nosso entrar na sala de cinema.

E esses são só alguns exemplos de como conseguimos, com muito mais criatividade, driblar o monstro chamado mercado e colocar na sua frente, um filme nacional de boa qualidade.

Ainda não te convenci? Então leitor amigo, continue pensando assim, por que o que queremos é surpreender, e subestimar o cinema nacional só dá gancho para esse tipo de situação: Você aí, alucinado com um curta que roda no youtube e que vale muito mais os R$14,00 que você pagou para ver Hulk no cinema.

Serviço:

 Roteiro: 300 ml
Fotografia: Vitor Amatti
Direção de arte: Cassio Amarante
Montagem: Marcelo Moraes
Elenco: Seu Jorge, Selton Mello

 Recado:

Seu Jorge uma vez reclamou que num dia, as pessoas mudavam de banco no ônibus para não sentar ao seu lado, e no outro, foi eleito o homem mais sexy do Brasil.  Selton Mello, suspiros pra você querido, mas case logo, por que esse seu sexy appel não vai durar para sempre,  daqui algum tempo a comunidade do orkut “Quero Selton Mello pra mim” vai decair, e você não é do tipo Francisco Cuoco que depois de ter 90 anos tem mulherada que acha o galã charmosinho.

Se alguns dos dois quiser dividir uma mesa de boteco comigo pra hablar sobre cinema me liga, estamos aí! Mas hoje não, porque falaram aqui na redação que estou igual uma velha, só reclamando! :p